Logotipo WebingPro.
Menu
Background Image
Voltar para a página anterior

Ações valem mais que pageviews
Analise seu usuário com Mixpanel

Postado por Gabriel Felipe em 09/09/2014 às 02:06

Background Image

Já pensou em poder analisar cada ação do seu usuário, vincular cada uma delas a um perfil e ainda notificar o usuário automaticamente caso ele execute uma determinada sequência de ações? Em automatizar o envio de cupons de desconto após o abandono de carrinhos? Já quis ter um histórico de todas as ações que um determinado usuário executou em seu site após um relato de erro?

“Existem muitas métricas que medem engajamento; Visualizações de página não é uma delas. Torne seu produto melhor medindo ações e não visualizações de páginas.” Mixpanel

Com o Mixpanel você pode tudo isso e muito mais, mas o quê é esse Mixpanel afinal de contas? A resposta é simples: Uma ferramenta de análise baseada em comportamento.

Porém, o significado é um pouco mais elaborado. O que isso quer dizer  é que você não vai analisar, diretamente, a quantidade de visitas, visualização de páginas ou qualquer outro dado genérico. Mas sim quantos dos seus usuários efetuaram uma compra, preencheram um formulário ou realizaram uma busca. Ao meu ver o Mixpanel é a ferramente ideal para que você compreenda as ações do seu usuário no seu site.

Análises inteligentes criam sites eficientes” – WebingPro

Abaixo vou mostrar as principais funcionalidades que possibilitam as tais análises inteligentes, para que você perceba como melhorar seu site com cada uma delas.

Segmentação:

Essa é a funcionalidade que segundo o time do Mixpanel serve para responder perguntas complicadas de forma simples. Como? Sempre que você envia alguma ação para o Mixpanel ele permite que você envie atributos junto a ela, por exemplo: A ação “Visualização de Post” pode ter os atributos:

  • Título
  • Autor
  • Data
  • Possui imagem?
  • Origem

E quaisquer outras informações relevantes ao post ou a ação de visualizar ele. Isso permite que respondamos perguntas como: “Em junho de 2014, qual autor teve mais posts visualizados a partir do (Facebook, Google, AdWords, E-mail Marketing)?”

Como ele faz para responder o vídeo? Eu tentaria explicar mas é mais fácil de acreditar vendo, confira o vídeo abaixo.

P.S.: Vale a pena lembrar que todas as ações tem uma série de propriedades padrões, algumas delas são: Cidade, navegador, largura da tela, altura da tela, sistema operacional entre outras.

Funis:

Sabe quando você fica se perguntando até onde em um determinado processo seu usuário chegou? Em que lugar do processo será que seus usuários desistem da compra? Será que é no carrinho? Na hora do cadastro? Ou no checkout na hora de escolher o meio de pagamento?

Os funis servem para esse tipo de análise do site, permitem que você acompanhe o progresso dos seus usuários através de um determinado processo. Por exemplo:

  • 300 usuários adicionaram produtos ao carrinho
  • 200 prosseguiram para o cadastro
  • 100 preencheram os dados do cartão de crédito
  • 10 confirmaram a compra

Com isso você pode facilmente ver onde o processo está dando errado e trabalhar para otimizar aquela etapa.

O Mixpanel conta com a melhor ferramenta de construção e análise de funis que eu já vi. Ele prova que construir funis não precisa ser trabalhoso ou complicado e que você pode sim construir funis baseados em dados coletados anteriormente.

Sabe aquelas ações que te contei ali em cima falando da segmentação? Para criar um funil, basta que você selecione qual a sequência de ações que você quer considerar para o funil em questão. Por exemplo, além da ação “Visualização de post” poderíamos ter uma ação “Busca” e criar um funil de duas etapas que nos diz de quantos usuários que fazem uma busca quantos visualizam um post. Ainda podemos, claro, filtrar isso pelos atributos das ações. Por exemplo: “Quantos usuários que buscaram ‘desenvolvimento’ entraram em algum dos posts?”

E não é só isso, mas eu não acredito que conseguiria demonstrar tão bem o potencial dos funis quanto o vídeo a seguir.

Retenção:

Será que seus usuários utilizam seu serviço após se cadastrar? Ou será que eles se cadastram e nunca mais aparecem? A funcionalidade de retenção permite que você responda esse tipo de pergunta, e baseado nas resposta trace a melhor estratégia para otimizar o retorno dos seus usuários, evitando assim que eles se cadastrem, testem e nunca mais voltem.

Ela funciona da seguinte forma, você seleciona um evento principal que caracteriza o início do relacionamento entre esse usuário e o seu sistema, por exemplo “Criar conta”. E seleciona também algum evento que seja parte fundamental do uso do seu aplicativo, por exemplo se você tem uma loja virtual, um evento para medir a retenção do seu usuário poderia ser “Adicionar ao carrinho”. Após isso o Mixpanel irá te mostrar, dia a dia quantos usuários se cadastraram naquele dia e quantos % desses usuários ainda estavam adicionando produtos no carrinho no 2º,3º,4º dia e assim sucessivamente. Além de dias, ele pode te apresentar esses dados em outros formatos de tempo, tais como semanas ou meses.

É um pouco confuso de ler a respeito da funcionalidade retenção, mas acredito que quando você ver o vídeo você vai entender bem, vale a pena conferir. (:

Pessoas:

Essa é uma das minhas partes favoritas do Mixpanel, na verdade não é uma funcionalidade e sim um grupo de funcionalidades.

O Mixpanel reconhece o conceito de login, ou seja você pode avisar para ele o momento em que um usuário fizer login no seu site e a partir desse instante todas as ações que você enviar serão automaticamente vinculadas a esse usuário. Isso abre várias possibilidades.

Sabe quando um usuário reporta um erro, mas você queria saber exatamente os passos que ele deu? Então, cada perfil de usuário fica registrado no Mixpanel e você pode ver o feed completo de atividades desse usuário, cada ação relacionada a esse usuário estará disponível nesse feed.

Além disso, cada usuário conta com uma série de propriedades que, assim como nas ações, você pode defini-las, porém com os usuários você também pode atualizar elas. Então além das propriedades básicas, como nome, sexo e idade por exemplo, você pode passar para o Mixpanel propriedades relacionadas ao seu produto, por exemplo: Número de compras, total já gasto na loja e assim por diante.  E depois utilizar essas propriedades para filtrar os usuários em grupos.

E parece mentira, mas você pode até enviar automaticamente mensagens para os usuários de acordo com várias situações. Pode  mandar um email para os usuários que são cadastrados mas não efetuaram log-in nas últimas duas semanas; ou então enviar automaticamente um cupom de desconto para um usuário que efetuou uma compra mas faz mais de 1 mês que não volta à loja.

Você ainda pode enviar mensagens esporádicas e não automáticas para grupos de usuários de acordo com as propriedades deles, como por exemplo enviar um email para todos os usuários que possuem mais de 10 compras no site.

Enfim, são várias as possibilidades tendo os dados das pessoas integrado com as análises do seu site, então confira mais detalhes dessa seção no vídeo como de costume. (:

Outras Funcionalidades:

Parece muita coisa eu sei, mas não é nem de perto tudo que essa ferramenta incrível pode oferecer para você, esses são só os destaques. Porém, recomendo fortemente que estudem toda a ferramenta, principalmente a parte referente as fórmulas. (:

Ok, tudo isso parece muito legal, mas quanto custa?

Os planos do Mixpanel são baseados em datapoints e cada ação que você registra representa um datapoint. O plano gratuito conta com 20.000 datapoints, porém pode ser expandido para 200.000 datapoints sem gastar nada, basta colocar a imagem de parceiro deles no rodapé do seu site, assim como fazemos aqui no blog da WebingPro. Apesar de 20.000 datapoints parecer bastante, quando você começa a monitorar diversas seções do seu site esses pontos somem rapidamente. Para saber mais detalhes dos planos e preços clique aqui.

Conclusão

Esse foi um post para apresentar a ferramenta e lhe mostrar o valor dela, então foquei nas vantagens e não na integração. Espero que você tenha gostado da ferramenta e que você analise e melhore seu site medindo ações e não pageviews.

Caso você seja desenvolvedor, vou deixar aqui um exemplo de como é feito o trackeamento de uma ação em JS (mas eles possuem documentação e bibliotecas para diversas linguagens).

 

Sim é só isso. Não precisa registrar a ação antes, não precisa nada. Você inclui a api no site e começa a registrar as ações. Além de tudo é simples de implementar.

O que você esta esperando? Comece a usar e conte para a gente como foi (: Caso já utilize conta pra gente também!

Conheça o autor do post

Gabriel Felipe:
Notice: the_author_description está obsoleto desde a versão 2.8.0! Use the_author_meta('description') em seu lugar. in /home/webingpro/www/blog/wp-includes/functions.php on line 3844
Tenho foco em PHP, mas gosto de ficar de olho no que ta acontecendo no mercado. Já brinquei com: Python, Node.JS e Ruby on Rails. PHP ainda é minha paixão no entanto. Na formação, sou autodidata desde 2004. Aprendi o que eu sei com a internet e esse blog é uma tentativa de devolver um pouco disso. Eu gosto de opensource, e a maioria das coisas que você encontrar aqui vão estar licenciadas sobre beerware, ou licença da cerveja.